Weby shortcut
Youtubeplay
Equipe Brasileira na EGMO 2019

Brasil conquista ouro inédito na EGMO

Por Ana Paula Chaves.

equipe brasileira na 8ª European Girls’ Mathematical Olympiad (EGMO) retorna ao país este fim de semana com um ouro inédito. O grupo conquistou também dois bronzes na olimpíada, iniciada no último domingo, em Kiev, Ucrânia. A trajetória do Brasil em três anos de participação na competição soma agora dez premiações – 9 medalhas e uma menção honrosa.

Formada por Ana Beatriz Cavalcante Pires de Castro Studart, 17, de Fortaleza (CE); Bruna Arisa Shoji Nakamura, 16, de Indaiatuba (SP); Mariana Bigolin Groff, 17, de Frederico Westphalen (RS); e Maria Clara de Lacerda Werneck, 17, do Rio de Janeiro (RJ), a equipe do Brasil ficou em 20º lugar no ranking desta edição da EGMO, que reuniu representantes de 49 países. O time foi liderado por Deborah Barbosa Alves, de São Paulo (SP), e vice-liderado por Luize Mello D’ Urso Vianna, do Rio de Janeiro (RJ).

A medalha de ouro foi conquistada por Mariana, que marcou 31 dos 42 pontos possíveis e ficou na 14ª colocação entre as 196 competidoras da EGMO. Veterana na competição, ela integra o time do Brasil desde 2017, quando o IMPA passou a financiar a participação do país nesta olimpíada. Este ano, a ida da equipe foi bancada pelo instituto, pela Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e pelas escolas das estudantes.

Ganhadora contumaz de medalhas em competições nacionais e internacionais de conhecimento, especialmente Matemática – foi seis vezes premiada na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) -, a gaúcha tem uma trajetória ascendente na EGMO. Começou em 2017, com um bronze, quando ficou na 62ª colocação; depois ganhou prata (35ª colocação) e, este ano, trouxe o ouro inédito.

A cearense Ana Beatriz também é veterana na competição. Participou pela primeira vez no ano passado e trouxe uma prata. Agora, conquistou um bronze, assim como a carioca Maria Clara, estreante na EGMO.

Diretor-geral do IMPA, Marcelo Viana comemorou o resultado: “O IMPA vem priorizando a participação do Brasil desde 2017, e os resultados alcançados pelas meninas são uma enorme alegria para nós. Todas estão de parabéns, especialmente a Mariana por trazer este ouro inédito para o Brasil.”

Fonte: IMPA

Categorias: Olimpíada de Matemática EGMO